quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Filmes de dezembro

Durante todo o ano de 2015 fiz o projeto de montar listas dos filmes (176) vistos por mim, mês a mês.
Notei que, muitas vezes, alguns deles não estavam mais em cartaz, caso as pessoas se interessassem em vê-los no cinema.
Decidi, então, falar sobre os filmes que eu achar mais relevantes à medida que os for assistindo.
Fiz isto em anos anteriores, como quando falei sobre:
- This is it
- Paixão de Cristo
- Orgulho e preconceito
- Atividade paranormal 3
- Um divã para dois
- Os intocáveis
- Muito além do peso
- Entre o amor e a paixão
- Procura-se um amigo para o fim do mundo
- As sessões
- trilogia: Antes do amanhecer - Antes do por do sol - Antes da meia noite
- A vida secreta de Walter Mitty
- A grande beleza
- Philomena
- Need for Speed
- O céu é de verdade - Sem evidências - Bem vindo a Nova York - Apenas uma chance
- Magia ao luar - Mesmo se nada der certo - Se eu ficar - No olho do tornado - Lucy - Isolados - A bela e a fera - Maze Runner: Correr ou Morrer - O doador de memórias - Trash - A Esperança Vem do Lixo - O juiz - Garota exemplar - Relatos selvagens
- Tim Maia
Muito obrigada pela companhia em 2015! Que minhas dicas tenham ajudado a fazerem boas escolhas!
E aqui a lista dos filmes vistos em dezembro:

Victor Frankestein (Victor Frankestein)
Os primórdios da história. Um estudante de medicina, que já está muito a frente do que seu curso oferece, encontra um apaixonado por medicina e juntos viverão aventuras em busca de criar vida a partir da morte.

À beira mar (By the sea)
Brad Pitt e Angelina Jolie vivem um casal em crise. Ele é um escritor e vão para um lugarzinho lindo na França para que ele tenha inspiração e consiga escrever um livro.
Estão passando por uma crise no casamento. Acontecem algumas coisas meio malucas e aos poucos entendemos o porquê.
Ela está elegantérrima. Diz que se inspirou na própria mãe para fazer o papel.

Chico - Artista brasileiro
Conheço as músicas que todo mundo conhece dele. Nunca fui fã. Sabia que foi casado com a Marieta Severo, também era escritor e (quase) nada mais. E gostei do documentário. Ele mesmo está lá contando coisas da própria vida. Isso é bom!

Iván (Iván)
Iván Bojko é um ucraniano que morava numa aldeia e teve que abandonar o lugar, sua família e amigos para fazer trabalhos forçados na Alemanha, durante a Segunda Guerra.
Vive no Brasil desde 1948 e nunca mais tinha voltado às suas origens. Este documentário mostra essa viagem dele para lá. Vai rever seu passado e como estão as pessoas que ele conhece e que ainda vivem por lá.
Emocionante!

No coração do mar (In the heart of the sea)
Baseado em fatos reais. A história que inspirou o livro Moby Dick. Passado em 1820, mostra um navio e sua tripulação indo atrás de baleias, já que naquela época não havia energia elétrica e dependia-se do óleo destes animais.
Mas as coisas não saem como esperado, numa dessas viagens, e a tripulação vai ao limite para tentar sobreviver.
Chris Hemsworth perdeu 20 kg para fazer o filme e para isto, diz que houve dias em que as refeições eram ovos cozidos, um pouco de biscoito de água e sal e um talo de aipo.

Chatô - o rei do Brasil
Filme nacional sobre o magnata Assis Chateaubriand. Conta um pouco da vida dele. Não sabia nada, mas ele foi bem importante na área da comunicação. Também "metia os pés pelas mãos". Contemporâneo e "amigo" de Getúlio Vargas.
Este filme levou uns 20 anos para ficar pronto, muito dinheiro rolou. Acho legal ver para conhecer um pouco da história.

Dois amigos (Les Deux Amis)
Filme francês. Dois amigos. Um deles é apaixonado por uma garota que pede para não vê-lo mais. O outro amigo vai tentar ajudar e as coisas desandam um pouco.
Não é, assim, um filme super lindo ou marcante, mas saí feliz do cinema. Acho que o fato da guria gostar de dançar e dos dois amigos serem meio engraçados, me deixou assim.

Sabor da vida (An)
Filme japonês que mostra um pequeno "restaurante", que vende um tipo de sanduíche de feijão, precisando de atendente e que recebe como candidata uma senhora muito especial.
É linda a relação dela com o feijão, com o que tem ao seu redor. Fala sobre preconceito, sobre afeto, sobre escolhas.

Tudo que aprendemos juntos
Filme nacional que mostra o Lázaro Ramos como violinista que precisa dar aulas numa favela. Convive com jovens carentes e enfrentará muitas coisas.
As partes das músicas tocadas acabam sensibilizando mais a gente. Achei emocionante.

Pegando fogo (Burnt)
Um super chef que colocou tudo a perder no passado e que vem com muita vontade para dar a volta por cima.
Muito legal ver os pratos que ele faz, as coisa que descobre só experimentando o que come, a busca pela perfeição, a função que existe em uma cozinha de alto nível...

Para o outro lado (Kishibe no tabi)
Filme japonês. Uma mulher que parece ter uma vida bem "morna" recebe a visita de seu marido morto e este a convida para passear por lugares bonitos.
E ela vai. Acaba vivendo coisas diferentes.

O cheiro da gente (The smell of us)
Filme francês que mostra uma turma de skatistas jovens que vivem drogados e prostituídos.

Olhos da justiça (Secret in their eyes)
Versão americana do filme argentino O segredo dos seus olhos. Um crime acontece e acaba sendo arquivado. Treze anos depois, um dos investigadores da época tenta reabrir o caso achando que encontrou o culpado.
Em paralelo, há um caso de amor que não vinga.
Para quem viu o filme argentino, esta versão é diferente em muitos pontos.
Preferi a versão argentina.

O presente (The ultimate gift)
Um casal, mudando de cidade, encontra um conhecido que o homem do casal mal reconhece, mas havia sido colega de colégio. Aos poucos, esse colega começa a ser muito solícito e tenta se fazer presente.
A mulher do casal vai descobrindo algumas verdades no decorrer do tempo. Algo no passado explica comportamentos atuais.
Qual era mesmo a relação entre o ex-colega e o marido? É um suspense.

Labirinto de mentiras (Im Labyrinth des Schweigens)
Filme alemão, baseado em fatos reais. Passa-se em 1958 e fala sobre a tentativa de julgar nazistas em plena Alemanha. Pesado, como não poderia deixar de ser, mas que, como história, acho que vale a pena conhecer os fatos.

Mia madre (Mia madre)
Filme italiano que mostra um pouco da vida de filhos em volta da mãe hospitalizada. Acho que é uma situação que quem ainda tem pais vivos pode enfrentar e não tem como não acabar sendo tocante e pesado. Mas adorei a cena de dança protagonizada pelo John Turturro - americano que faz parte do elenco.

O Clã (El Clan)
Filme argentino, baseado em fatos reais. História de uma família, sequestradora de pessoas ricas, que agiu na década dos anos 80, na Argentina. Soube que, devido ao sucesso do filme no país deles, a casa dos Puccio passou a ser visitada por turistas.
Outra curiosidade: o patriarca da família do Clã é o Sandoval, um dos investigadores do filme O segredo dos seus olhos.

Bem casados
Filme nacional. Uma equipe de fotografia e filmagem para casamentos acaba conhecendo uma mulher que quer "furar" um dos casamentos para chegar perto do noivo. É comédia e a Camila Morgado me lembrou muito a Meg Ryan.

Já estou com saudades (Miss you already)
Resumidamente? É um A culpa é das estrelas adulto, em que o tema central é a amizade entre duas mulheres.

Macbeth: ambição e guerra (Macbeth)
Mais uma versão do clássico Macbeth, de William Shakespeare, trazendo tudo: videntes, ambição, traição, mortes, loucura...

Eu sou Ingrid Bergman (Jag är Ingrid)
Documentário que mostra a vida dessa linda atriz que amava atuar. Sofreu quando misturaram sua vida pessoal com a artística.
Eu, como gosto de biografias, acho que vale a pena ver esta.

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html
Julho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/08/filmes-de-julho.html
Agosto: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/09/filmes-de-agosto.html
Setembro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/10/filmes-de-setembro.html
Outubro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/11/filmes-de-outubro.html
Novembro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/12/filmes-de-novembro.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê! Um excelente 2016!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal 2015

Parentes e amigos que perderam entes queridos recentemente
Ou que estão com pessoas vivas, mas doentes
Ou ainda com pessoas que estão vivas, com boa saúde, mas com relações estremecidas

Certamente o Natal não está sendo dia de comemorar alegremente

Parentes e amigos que têm criança pequena em casa
Ou que estão com toda a família unida
Ou que "nasceram" de novo

Certamente o Natal está sendo dia de comemorar alegremente

Cada um sabe de si, sabe se consegue ou não consegue celebrar esta data especial

E, seja como for, que haja menos Noel e mais Jesus
Que haja menos gasto e mais abraço, beijo e carinho
Que haja menos distância e mais perdão

Deixo aqui o vídeo de uma menina chamada Daniela Andrade (que não é brasileira), que canta esta música lindinha, com uma voz muito suave e com um cachorrinho que é uma graça. Dá uma paz, sabe?
Christmas Time is Here
Vídeo com legenda: https://www.youtube.com/watch?v=dZgx8vPKtQQ
Vídeo sem legenda: https://www.youtube.com/watch?v=_iAaEH_dR_Y

Que a gente consiga ter uma boa noite de Natal, sabendo que somos amados por muitas pessoas e que também amamos muito!
Até quem não está mais presente.

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Golden Retriever: minha raça querida

Gosto de vários animais.
Quem dera eu morasse num lugar enorme, com muita natureza em volta e muita gente para ajudar a cuidar.
Quem dera fosse possível ter por perto, de estimação, uns bichinhos selvagens, como ursos e leões.

Já fui muito amiga de gatos e não lembro quando deixei de achá-los tão inofensivos.
Continuo achando-os bonitos e fofos, mas vou muito de leve até eles (preferindo que eles se aproximem por vontade própria).

Então, cães são minha preferência nesta vida.
Acho que são seres muito queridos, bonachões, cativantes, lindos e me põem facilmente um sorriso nos lábios.
(Sim, há exceções, mas não falarei delas.)

Dentre todas as raças lindas, maravilhosas, fofas, estranhazinhas (que acabam sendo bonitinhas também) que eu conheço (e não sou conhecedora de todas), elejo os cães da raça Golden Retriever como meus preferidos.
Não sei direito porquê, mas é assim.
Descobri que o pelo deles só pode ser dourado ou creme e é uma raça custosa (banho toda semana, escovação, pode ter alergia na pele, tem que ganhar ração de boa qualidade, etc).
Em compensação, se tem um companheirão lindo, querido, dócil, inteligente, da paz.
Acho que também não é à toa que gosto de ursos, leões, Golden: todos eles têm patas grandes.
Adoro patas! E daí até as pequenas são graciosas...
Já tive oportunidades de acariciar alguns Golden. É muito pelo! E são sempre mansos!
Esta maravilha das fotos é a Lupita, cadela de um colega meu.
Já foi a atração principal, pra mim, num churrasco da equipe de trabalho.
Foi o dia que tirei estas fotos dela. Coisa mais querida!
Agora imaginem minha felicidade indo num festival de Golden Retrievers que há na Escócia.
O último recorde que se tem notícia é de conseguirem juntar 222 cães desta raça no evento.
Dá pra dar uma olhadinha no que se encontra por lá, clicando aqui ou aqui.

São ou não são lindos?

Relembrando 2009, já havia comentado um pouco a respeito deste assunto (e da Lupita), mas com um outro enfoque, como podem ver aqui.

(A foto principal foi gentilmente cedida pelo Daniel Carvalho)

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Filmes de novembro

Mais um mês que se vai. E estou aqui para listar os filmes que vi em novembro, com uma breve descrição, evitando estragar surpresas caso vejam algum deles futuramente.
Se quiserem comentar ou obter mais informações a respeito, por favor, entrem em contato. Ficarei feliz de poder ajudar.
Dica: o destaque de novembro vai para os filmes baseados em fatos reais.
 
Dheepan - o refúgio (Dheepan)
Indianos, que não se conhecem, montam uma família falsa para tentar fugir da guerra no Sri Lanka. São refugiados indo para a França. O filme mostra a vida deles numa situação assim.

Grace de Mônaco (Grace of Monaco)
Filme sobre a princesa Grace Kelly, retratando o período em que ela fez a última cena de um filme de Alfred Hitchcock, casou-se com o príncipe de Mônaco e teve de enfrentar o dia a dia de uma princesa, que não é fácil.

45 anos (45 years)
Em vésperas de terem uma festa para celebrar 45 anos de casamento, o marido recebe a notícia de que encontraram o corpo de sua ex-namorada (que havia desaparecido nos Alpes Suíços). Isso bagunça a vida do casal.
Filme bastante parado. Mostra o período de vida deles de segunda (quando recebem a notícia) a sábado (dia da festa).

Olmo e a Gaivota (Olmo and the Seagull)
Primeiro fui atraída para este documentário porque vi Elena, anteriormente, e adorei. Olmo é dirigido pela mesma mulher. Mostra o dia a dia de um casal de atores de teatro. Ela fica grávida. E por aí se desenrola.
Gostei mais de Elena.
Bem interessante esta entrevista com a diretora deste documentário: http://epoca.globo.com/vida/noticia/2015/11/petra-costa-temos-uma-tolerancia-doentia-com-falta-de-respeito-mulheres.html

A acusada (Lucia de B.)
Baseado em fatos reais. Uma enfermeira é acusada de ter matado crianças e idosos na Holanda. Era chamada de "Anjo da morte". E vamos acompanhando a busca por provas contra ela. E também a favor.
Acho que todo mundo deveria assistir. Pessoal do Direito mais ainda.

Operações especiais
Filme nacional, com a Cléo Pires de policial novata, que é colocada numa missão prática e não só burocrática (em escritório).
Ela terá de trabalhar com uma equipe e é a única mulher.

Os 33
Baseado em fatos reais, mostra o que ocorreu no Chile, em 2010, quando 32 mineiros chilenos e 1 boliviano ficaram muitos dias soterrados na mina onde trabalhavam, perto do Deserto do Atacama.
Vemos todo o desespero dos familiares querendo acompanhar o processo de resgate. Acho que vale a pena ver como aconteceu, caso não lembrem mais do caso ou não tenham acompanhado todo o processo. Até o Brasil teve participação. Num momento crucial! Não sabia disto.

O último caçador de bruxas
Bem, dizem que há coisas, que acontecem neste filme, que remetem a jogos de RPG. Meu olhar foi de leiga no assunto.
O Vin Diesel é um caçador de bruxas que tem um probleminha com uma delas. Durante o filme ele conta com a ajuda de mais alguns personagens para tentar resolver isso.
Há algumas lutas com ele, claro! 

A floresta que se move
Filme nacional inspirado na obra Macbeth, de Shakespeare. Depois de bastante tempo afastada, Ana Paula Arósio volta às telas (e continua linda).
Dois amigos estão chegando para trabalhar e vêem uma adivinha que fala sobre o destino de um deles, sem nunca tê-lo visto. Quando uma das coisas acontece, as palavras da mulher começam a ganhar peso na vida deles.
E bem no início tem uma frase parecida com esta, que resume muito do filme: "Não existe arte que ensine a ler no rosto as feições da alma (...)".

Os Maias - cenas da vida romântica

É baseado na obra de Eça de Queiroz (ele foi registrado Queiroz). Alguma coisa parece que não deixa o filme ficar bom...talvez o início fique um pouco confuso, com personagens aparecendo rapidamente e mal dá para guardarmos seus nomes.
O início do filme é preto e branco e depois fica colorido. Os cenários "externos" são pintados, como se fosse um teatro.
Para quem gosta do sotaque português, como eu, é uma oportunidade de ouvi-lo. 

Amizade desfeita (Unfriended)
Este filme merece spoiler. Se não quiserem saber maiores detalhes, podem parar de ler aqui.
Passa (quase) o tempo todo na tela do computador de uma guria. Ela era amiga de outra guria que teve um vídeo, em situação constragedora, vazado na internet e acaba se matando. Quando se completa um ano da morte dela, num bate papo entre amigos, via internet, ela "surge" como um dos membros da conversa e ninguém consegue excluí-la dali.
De alguma forma, esse "espírito virtual" acaba provocando a morte de cada um deles.
Foi anunciado como um filme de terror, mas nem é.

Ponte dos espiões (Bridge of spies)
Baseado em fatos reais. O filme se passa no período da guerra fria entre Rússia e Estados Unidos. Este último captura um espião russo e Tom Hanks é um advogado que acaba sendo convidado para defendê-lo.
Isso é só o começo de vários acontecimentos. Pode ser um pouco parado no início, mas vai ficando mais tenso. Acho que merece muito ser visto.

Aliança do crime (Black mass)
Baseado em fatos reais. O Johnny Depp faz o papel de um mafioso bem cruel dos EUA, nos anos 80. Houve todo um trabalho de produção no Johnny: ele está careca, com olhos azuis, dentes estranhos.
Há mortes, claro. Nada de cenas com rios de sangue, mas têm.

Malala (He named me Malala)
Documentário sobre a Malala. Uma menina vivenciando problemas gravíssimos e pesados do mundo. Certamente uma predestinada a fazer uma grande missão na vida.
Emocionante. Fiquei mais apaixonada por ela.

Papeis ao vento (Papeles en el viento)
Filme argentino sobre amizade e futebol. Talvez por não gostar de futebol, não tenha gostado tanto assim do filme.
O título refere-se ao costume argentino de atirar papeis picados antes dos jogos.

Awake - a vida de Yogananda (Awake - the life of Yogananda)
Documentário sobre Yogananda. O pessoal ligado ao mundo do Yoga já vai ter ouvido falar dele. Na década de 1920, ele trouxe a espiritualidade hindu para o Ocidente.
Certamente foi um iluminado. Foi autor do livro clássico "Autobiografia de um Iogue". Era o único livro que Steve Jobs tinha em seu iPad e fez com que 800 exemplares fossem dados aos amigos que compareceram ao seu velório.
Diz que também foi lido por George Harrison, Russel Simmons, Elvis Presley e incontáveis iogues, filósofos.
Mais informações neste site: http://yoganandabrasil.com.br/

007 contra Spectre (Spectre)
Ouvi críticas negativas, e li que o Pierce Brosnan (que já foi um 007) também não gostou.
Eu me diverti e não vi o tempo passar (são 2h30 de filme). No filme vemos que estão tentando impedir o 007 de trabalhar.

Mistress America (Mistress America)
Uma menina que está na faculdade e se sente deslocada acaba procurando uma futura irmã para conseguir companhia.
A menina quer ser escritora. A futura irmã quer ter um restaurante. Vemos um pouco dessa convivência delas durante o filme.
Este filme não acrescentou nada para mim.

A cor do paraíso (Rang-e khoda)
Filme iraniano de 1999. Mostra um menino com deficiência visual. Ele mora numa escola especial para cegos, mas as férias de três meses chegam e todos os alunos voltam para suas casas.
Desde antes do pai deste garoto chegar para buscá-lo, começamos a ver a relação entre pai e filho. Um conflito entre amar o filho e vê-lo como um estorvo.
Também vemos como o menino "vê" o mundo ao redor.

Jogos Vorazes - A Esperança: O Final (The Hunger Games: Mockingjay)
O final destes filmes foi feito em duas partes. Agora chegou a segunda e última parte mesmo.
É continuação dos outros três filmes: Jogos Vorazes, Em chamas, A esperança - parte 1).

Ausência
Filme nacional que conta "a vida como ela é" para um menino/homem com problemas em casa, trabalhador, começando sua vida afetiva e toda a confusão que isto tudo pode gerar.
Nada além disto.

A visita (The visit)
Filme de terror, mas nem chega a ser muito assustador. Mais um filme rodado o tempo todo com câmeras de alguns personagens documentando tudo o tempo todo.
Agora é a vez de dois irmãos adolescentes que vão passar uma semana na casa dos avós, que nunca conheceram por causa de um problema de relacionamento entre a mãe deles e os pais dela.
Os avós têm um comportamento estranho e aos poucos as crianças vão se assustando com isto.

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html
Julho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/08/filmes-de-julho.html
Agosto: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/09/filmes-de-agosto.html
Setembro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/10/filmes-de-setembro.html
Outubro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/11/filmes-de-outubro.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

domingo, 22 de novembro de 2015

Vocês conhecem Leandro Karnal?






Um belo dia, um amigo mandou um vídeo, por email, de um cara falando sobre esta nossa época com Facebook, smartphone, exposição nas mídias e vazio na vida real.
Meu amigo achava que quem estava ali falando era Luiz Felipe Pondé, alguém que ele acompanha e gosta muito.
Como gostei muito do que vi e não o conhecia, fui atrás de mais material dele na internet. Procurei pelo Pondé e desconfiei que não era a mesma pessoa do vídeo que eu tinha visto, apesar de ambos serem carecas.
Na verdade, o vídeo que recebi era com o Leandro Karnal falando.
Fiquei bem impressionada com ele. Fala muito bem, é culto, conhecedor profundo de William Shakespeare, é gaúcho, historiador.
Faz comentários engraçados, irônicos, mas na medida certa.
Sugiro que acessem o youtube e procurem por "Leandro Karnal" para verem vários vídeos dele.
Valem a pena! Na minha opinião.

O vídeo que meu amigo mandou foi este aqui.
Mais uma ótima parte do mesmo vídeo dele aqui.

Espero que tenha sido um bom compartilhamento.

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

domingo, 1 de novembro de 2015

Filmes de outubro

Muitas vezes vou ao cinema após o trabalho. Quer dizer, ia. Antes de ter ficado viciada na novela das 18h da Rede Globo (Além do Tempo), como falei aqui.
Último filme que fui ver: A Colina Escarlate - começava às 19h e a novela acaba por volta de 19:15h - lá estava eu a assistindo até que o filme realmente começasse.
Assim sendo, minha lista de filmes deve estar menor do que estaria caso não houvesse uma novela no meio do caminho.
Mas vá lá...listarei os filmes vistos por mim no mês de outubro, com a mais breve descrição, evitando que estrague qualquer surpresa significativa para quando forem ver também. 

Vai que cola
Filme nacional. Dizem (eu nunca vi) que este filme é o programa do Paulo Gustavo, estendido.
Ele mora numa pensão e ajuda a vender "quentinhas", feitas pela dona da pensão. Ele e outros moradores de lá passam por vários momentos juntos. A certa altura do filme, mais personagens, que são moradores de um edifício de luxo, entram para completar o elenco que vai se meter em confusões, brigas, festas...

Perdido em Marte
Uma equipe está trabalhando em Marte até que uma tempestade se forma e muda toda a programação do grupo. Um dos astronautas é atingido por um objeto durante a tempestade e fica para trás, dado como morto.
Mas não está. Está ferido. Ainda que esteja vivo, mas com o ferimento, ele terá condições de se cuidar? Por quanto tempo ele terá condições de se manter vivo? E de que maneira?

Evereste
Baseado em fatos reais, este filme mostra algumas agências que levam pessoas a escalar o monte Evereste. Só que terão de enfrentar péssimas condições climáticas, além de todo o esforço sobre-humano que normalmente já precisariam fazer para estar lá.
Filme tenso. Bom para saber do fato ocorrido em 1996.

Nosferatu – O Vampiro da noite
Cópia restaurada do filme de 1978, de Werner Herzog. Um agente imobiliário, casado, recebe a tarefa de ir falar com o Conde Drácula para mostrar-lhe alguns dados sobre imóveis.
Achei o filme bem tosco, perto do que podemos ver atualmente nos cinemas. Os dentes do Drácula são muito estranhos também.

Doce vingança
Vi uma guria (a Cíntia, do Cíntia Disse) comentando que viu este filme e fiquei curiosa.
Uma guria, escritora, aluga uma casa isolada para poder escrever seu novo livro sossegada.
Vários homens não deixam que seu plano se concretize e aprontam muito com ela.
A Cíntia comentou que aparecem cenas no nível do filme Jogos Mortais (que são 7 filmes apavorantes) e é por aí mesmo.

Entre segredos e mentiras
Baseado em fatos reais. E acho que vale só se quiser saber da história do que supostamente ocorreu.
Foca no filho de um agente imobiliário meio bipolar, pelas suas atitudes. Ele bem que parece tentar viver de uma maneira diferente da do seu pai, mas não consegue.
Nem a presença da sua namorada vai deixá-lo longe de um destino cruel.

A travessia
Baseado em fatos reais. Um francês que se apaixona pelas Torres Gêmeas (quando ainda existiam) de Nova Iorque e quer porque quer atravessar de uma até a outra através de um cabo de aço.
Antes mesmo de terem sido inauguradas, ele bola um plano para conseguir realizar este sonho, que é ilegal.

Lulu, nua e crua
Filme francês. Acho que o título do filme poderia ser As aventuras de Lulu.
Mas o "nua e crua" acho que pode ser entendido como o que essa mãe de família, visivelmente insatisfeita com sua vida, faz quando fica longe de sua casa e sua família. Talvez ali ela consiga mostrar-se como é.

Um senhor estagiário
Filme com o Robert De Niro e Anne Hathaway. Ele com 70 anos e participando de um programa de estagiário sênior. Ela, dona de uma empresa que vende roupas pela internet.
Ela super ocupada e com resistência para aceitá-lo. Ele muito observador e procura ajudá-la.

Um amor a cada esquina
O filme é contado por uma menina enquanto está sendo entrevistada. Ela era garota de programa para sustentar-se até que conseguisse realizar o sonho de ser atriz.
Num dos programas ela conhece o Owen Wilson e a vida dela começa a mudar.
Confusões, momentos engraçados. É um filme divertido. Quentin Tarantino faz uma participação.

Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma
Continuação de outros Atividade Paranormal (são 5 filmes já). E se passa na mesma casa dos outros filmes. Há uma garotinha, há câmeras gravando o tempo todo, há coisas estranhas acontecendo.
Continuei achando assustador.

Peter Pan
Este filme está contando a origem do Peter Pan. Conhecemos o Barba Negra, o Capitão Gancho (ainda sem o gancho), além de outros personagens.
Músicas do Nirvana e dos Ramones são cantadas e eu achei que ficou bem legal.

A Colina Escarlate
Uma mulher que desde criança vê espíritos conhece um homem que a encanta e que parece entendê-la.
Sua vida começa a mudar quando ela está na Colina Escarlate. Ela tenta entender algumas coisas que lhe parecem muito obscuras.
Há bastante sangue, espíritos esqueléticos, mistério, mocinhos, bandidos...e a mulher tem que se proteger como pode, enquanto está na Colina.

Quem quiser saber mais a respeito de algum(ns) dos filmes, entra em contato.

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html
Julho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/08/filmes-de-julho.html
Agosto: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/09/filmes-de-agosto.html
Setembro: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/10/filmes-de-setembro.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Responsabilidade minha, nossa

Dia desses, dando uma olhada no Facebook, fiquei curiosa com o que uma amiga havia curtido: era um vídeo que falava sobre recaídas.
(Quem nunca?)
São duas gurias (uma brasileira e uma argentina) que falam.
Uma das coisas que me chamou atenção, no vídeo, foi na hora em que falaram de quando somos crianças e nos machucamos ao esbarrar numa mesa, por exemplo, e vem um adulto e diz que a mesa é boba, feia e que se intrometeu no nosso caminho.

É bem assim, não é? Ou seja, a culpa fica sendo totalmente da mesa, do outro.
A criança não aprende que foi ela quem agiu errado e terá de mudar sua trajetória para que não mais ocorra a trombada na mesa.
Aprende, sim, a culpar coisas externas quando algo acontece.
E um aprendizado desses, na infância, repetidas vezes, vira verdade nas nossas mentes. Crença profunda e enraizada.
E aí fica fácil, não? Sou de um jeito, as coisas acontecem comigo, eu sou a vítima. Não tenho nada a fazer.
Em nenhum momento surge a ideia de fazer uma avaliação pessoal.

Meu lado emocional provocar uma doença? NUNCA! Que ridículo pensar isto...
Meu funcionamento, meu jeito de ser, minhas crenças, meus pensamentos do dia todo, minha fala não têm importância alguma.
Se algo indesejado me acontece, sou vítima e pronto. O problema não sou eu. O mundo é que está contra mim.

Errado, minha gente!
Aprendi e acredito nisto: somos capazes de muitas coisas com nosso cérebro, inclusive a loucura de produzir doenças em nós mesmos.
"Ai, Greice...como é que eu vou querer, em sã consciência, ficar doente?"
Isso não acontece assim, de maneira tão consciente, e sim através de nossos comportamentos, crenças, emoções que fazemos questão de manter, mesmo que a gente saiba que não nos fazem bem.
Meu jeito, minha fala, as coisas e pessoas com que(m) me cerco, me afetam sim.
Se somos afetados por coisas que nem temos ideia (pois tudo é energia, energia não encontra muitos obstáculos para fluir e tudo está interligado neste mundo), imagina se não seremos afetados por tudo com que convivemos diretamente.

As coisas ruins acontecem nas nossas vidas porque temos que aprender uma lição e mudar.
E quando isto ocorre, seria de bom tom parar para pensar em como e por que pudemos causar aquilo.
Sim. Nós mesmos. Somos responsáveis pelo que nos acontece.
Alguma mensagem, um significado há.
E se não aprendemos, teremos repetições de acontecimentos em nossas vidas. Para quê? Para ver se uma hora a gente aprende.

Acredito tanto que Deus nos fez completos, com todas as respostas dentro de nós mesmos!
Mas há que ter coragem de buscá-las.

Para terem uma ideia, sobre doenças serem resultado de nossas emoções: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=30175

Muito obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Filmes de setembro

E setembro se foi e iniciou-se a primavera: eba!
Durante o mês, fiquei gripada. Para evitar de ficar tossindo e atrapalhando o silêncio sagrado dos outros espectadores, deixei de ir tanto quanto gostaria ao cinema.
Mas deu tempo de ver alguns filmes. E fiz uma listinha para apreciação de vocês.
Sigo com minha convicção de evitar spoilers. Conto o máximo que acho que posso para deixá-los surpreendendo-se sozinhos, caso decidam ver algum destes filmes.

O pequeno príncipe
Animação. Achei que a história do livro fosse ser recontada, mas não é bem assim e não é só isso. Há outra história externa, bonita, comovente.

Homem irracional
Novo filme do Woody Allen. Um professor de filosofia, já com uma fama de ser "O" cara, chega numa universidade.
Ele está numa fase entediada da vida, até que algo acontece e dá toda uma nova disposição a ele. E ele decide agir.
Será bem sucedido? É certo ou errado o que ele quer?

O agente da U.N.C.L.E.
Filme de espionagem, com bastante ação. Ambientado nos anos 60. E consegue ser engraçado. Roupas lindas!

Que horas ela volta?
Filme nacional, com a Regina Casé fazendo papel de doméstica numa casa chique em São Paulo, enquanto deixa sua filha ser criada por outra pessoa e longe dela.
Ela passa anos trabalhando com a mesma família, todos gostam dela e a tratam bem, mas algo acontece e tudo muda.
Será que a relação patrão-empregado sairá ilesa do acontecimento? Será ela forte o bastante?

Dior e eu
Documentário sobre um novo estilista (Raf Simons) chegando na Christian Dior para aprontar uma nova coleção em dois meses.
Acompanhamos um pouco do processo todo. A ideia de decoração do desfile é belíssima! Roupas lindas.
E acaba com uma música ótima de ficar escutando.

A doce vida
Filme italiano, de 1960, em preto e branco, com Marcello Mastroianni e Anita Ekberg, para citar o mínimo.
O Marcello é um jornalista e o filme mostra várias "notícias" que ele presencia. Umas mais amenas, outras nem tanto.
Filme longo. Dura três horas. As críticas são ótimas, foi um filme marcante do Fellini, mas não consegui sair satisfeita dele.

Hitman: Agente 47
Parece que tem a ver com um jogo de videogame. Algumas pessoas foram modificadas para ficarem sem sentimentos como medo, culpa, remorso, amor e estarem aptas a matar sem problema, caso seja preciso.
Elas recebem um código de barras na cabeça. O agente 47 tem final 47 no código dele.
Ele é super inteligente, objetivo e está atrás de uma mulher. Será que ele quer matá-la ou protegê-la?
Bastante ação, perseguição.

Ricki and the Flash - De volta pra casa
Filme em que a Meryl Streep é uma roqueira, vocalista de uma banda. Quando sua filha está passando por um momento muito difícil na vida, ela é chamada para ajudar. E aí vem uma difícil (e será possível?) tentativa de reaproximação com a família.

Love
Memórias de um cara com uma antiga namorada. Muitas cenas de sexo. Ficamos sabendo como era o relacionamento deles (e não era tranquilinho).

Maze Runner - Correr ou morrer
Revi este filme (de 2014) porque começou a passar a continuação no cinema.
Um grupo de jovens é colocado num lugar cercado por um labirinto. Eles chegam lá sem memória e depois de algum tempo conseguem lembrar o próprio nome e só.
Durante o dia eles tentam achar alguma saída do lugar. Com a chegada de um dos últimos caras por lá, alguns avanços são feitos.

Nocaute
Filme com lutas de boxe. Muita porrada, muito sangue. E no meio do caminho uma tragédia acontece e muda tudo.

Jia Zhangke, um homem de Fenyang
Documentário deste cineasta chinês. Durante ele, filmes são relembrados, visitam as locações usadas neles, outros atores comentam suas participações.
E o documentário foi dirigido pelo Walter Salles.
Achei este livro virtual na internet. Há cenas do filme e detalhes do cineasta: http://editora.cosacnaify.com.br/ObraSinopse/2623/O-mundo-de-Jia-Zhangke.aspx

A pele de Vênus
Filme francês de Roman Polanski com sua linda esposa no papel de Wanda.
Passa-se dentro de um teatro, num dia chuvoso, com dois personagens.
Um deles é quem escreveu a peça, baseada no livro de 1870, de Leopold von Sacher-Masoch e que é a fábula clássica da dominação sexual e, curiosidade: o nome do autor do livro originou o termo 'masoquismo'.
Não gostei do final, mas o filme prende atenção o tempo todo!

Maze Runner - Prova de fogo
Continuação de Maze Runner - Correr ou morrer e que fica com um final indicativo de que o filme continuará.
Um mesmo grupo de jovens, do primeiro filme, permanece junto e enfrentando dificuldades para conseguir desvendar mistérios.
Vida nada fácil para eles!

Quem quiser saber mais a respeito de algum(ns) dos filmes, entra em contato.

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html
Julho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/08/filmes-de-julho.html
Agosto: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/09/filmes-de-agosto.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê! 

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Romance de época

Devo ter vivido em outra época. Pelo menos parte de mim.
Sou apaixonada por cinema, mas deixei de assistir um filme (estando já na bilheteria do cinema) para ver um capítulo da novela das 18h, da Globo (Além do tempo), que é um romance de época.
Sabia que o casal, por quem torço, estaria num lugar afastado de todos e poderiam ficar próximos um do outro. Logo, haveria momentos bonitos de romance naquele dia.

E eu, que costumo cuidar com a exposição do meu smartphone, dei um jeito de ligar a TVzinha que tem nele para ficar acompanhando a novela desde o início, até que conseguisse chegar em casa.

Amores (que parecem ser) de alma. Recatos. Timidez. Barreiras (in)transponíveis. Gente "jogando" contra.
E o amor firme e (cada vez mais) forte!
Aquilo tudo me encanta! Arranca-me suspiros! Faz chorar!

Acabou a novela, volta-se para a dura realidade: por mais meios de comunicação que existam, ele não te procurou.
Por mais que ele tenha carro, ele não se deslocou ao teu encontro.
Por mais que não haja impeditivos entre as famílias, ele não te assume perante os outros.
Coisas desta época...

Mas, calma! Sigo de olho no cinema: certifiquei-me, antes, se o filme continuaria em cartaz e continuará!

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O lado chovedor

Nasci em Cruz Alta, que é um município do Rio Grande do Sul.
Minha mãe também é de lá.
Meu pai é de Itaqui, que também é um município do meu Estado.
Quem nasce no RS, é gaúcho.
Então, somos gaúchos (cruzaltenses e itaquiense) do interior, vivendo na cidade grande, que é Porto Alegre, capital do Estado em que vivemos.
Com menos de dois anos, estava em Porto Alegre e cresci ouvindo falar do "lado chovedor", em dias nublados ou de chuva.
Da minha casa, já aprendi a olhar para ele a fim de saber se aquelas nuvens "pretas" significam chuva para nós ou se elas só estão passando para desaguar em outro lugar.
Ou ainda se o céu já está limpando e posso arriscar a sair sem sombrinha para a rua.
Também sei "ler o lado chovedor" quando estou na Praia do Camacho, em Santa Catarina.
Muita esperta, eu? Não. Sabedoria dos meus pais.
Desde sempre.
Então é normal guiar-me por este sinal do céu, quando posso.
E quando não sei onde fica, sinto falta.

E exatamente por isto estranhei quando...
numa saída para almoçar com um amigo...
e estando um céu cheio de nuvens carregadas...
e pairando a incerteza se daria tempo de almoçar e voltar sem chuva...
ao mencionar o "lado chovedor", esse amigo (nascido em Porto Alegre) comentou algo do tipo:
- "Lá vêm vocês com este papo de lado chovedor..."
E seguiu comentando que a família da esposa dele, que veio do interior, também fala no "lado chovedor" em dias de chuva. E que ele não entende nada disto.
Para ele, como brincou, "lado chovedor é o de cima, de onde cai a chuva".
Rimos.
Mas este fato chamou minha atenção.
Só então me dei conta de que nem todo mundo tem o conhecimento de onde fica seu "lado chovedor" mais conhecido.
Faz todo sentido.
Nem todo mundo conviveu com esta informação algum dia.
Também devo ter perdido muito mais aprendizados naturais por mal ter convivido no interior ou por falta de contato com pessoas que entendam disto.
Mal e mal sei nome de pássaros, de flores, de árvores...
De nuvens então? Sei do rabo de galo e quando elas embolam. Só.

Coisas de geração passando para geração. Coisas, talvez, de interior. Coisas de prestar atenção a um sinal da natureza e aceitar de bom grado seu recado e ajuda.
Minha sobrinha de 15 anos segue ouvindo sobre o "lado chovedor"...será que o conhecimento vai seguir na família por mais gerações?
Espero que sim. Espero que ela leve adiante.
Que meu irmão mais velho tenha achado o "lado chovedor" dele lá no ES e que comente com meus sobrinhos.
Por mais tecnologia que tenhamos, cada vez mais à nossa mão, uma olhada à natureza pode nos dar a informação que precisamos.
É um conservadorismo que acho que vale a pena seguir entre nós.

Obrigada por terem vindo até aqui.
Namastê!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Filmes de agosto

E setembro começou! É chegada a hora de contar rapidamente algumas coisinhas dos filmes vistos no mês de agosto.
Tem de tudo: filme francês, terror, histórias reais, filme diferentão... Vamos a eles!

Beijei uma garota
Filme francês. Um homossexual transa pela primeira vez com uma mulher. E ele está de casamento marcado com o namorado de um relacionamento de dez anos. Seus pais adoram o cara. Mas ele fica confuso.
Achei muito leve o astral do filme. Têm cenas durante os letreiros. Vejam.

Ponto Final - Match Point
Suspensezinho do Woody Allen, de 2005. Um tenista profissional decide parar de jogar e vai dar aulas num clube de pessoas muito ricas. Acaba fazendo amizade com uma família que transforma a vida dele. Ele acaba gostando disto, mas também se engraça pela noiva do amigo, que é a Scarlett Johansson.
E por aí vai e o filme me prendeu, já que queria saber como as coisas iam se resolver.

Sobrenatural
Filme de terror. Como mês passado vi o capítulo 3 deste filme, resolvi ver os dois primeiros. Este aqui mostra uma família que, aparentemente, recém mudou-se e um dos filhos do casal comenta que não gosta do quarto dele. Coisas estranhas vão acontecendo já no início e não só para o filho.
Filme light.

Sobrenatural: capítulo 2
Filme de terror. Continuação do Sobrenatural. Mesma família, ainda com problema. Filme light também. Acho que a equipe que os ajuda a resolver a parte sobrenatural dá um tom mais tranquilo para a trama.

Que mal eu fiz a Deus?
Filme francês. Um casal católico tem quatro filhas. Uma casada com um muçulmano, outra casada com um árabe e outra casada com um chinês. A caçula é a única solteira. Só que a história não é bem assim e vai dar muita confusão por causa da escolha que ela faz.

Jogada de mestre
Trata-se de um filme baseado em fatos reais: o sequestro do bilionário Freddy Heineken. Para quem quiser saber como foi, o filme conta. Muito mais pela visão dos sequestradores.

Adeus à linguagem
Filme muito louco do Jean-Luc Godard. Muito. Quatro pessoas saíram do filme antes de acabar e um casal que estava ao meu lado quis fazê-lo.
Vi esta definição como sendo do próprio Jean-Luc falando de sua obra: "A ideia é simples: uma mulher casada e um homem solteiro encontram-se. Amam-se, discutem, separam-se. Um cão erra entre a cidade e o campo. As estações passam. O homem e a mulher encontram-se outra vez. O cão entre eles. O outro é um. Um é o outro. São três..." É com estas palavras que Jean-Luc Godard descreve "Adeus à Linguagem", um trabalho que consiste, acima de tudo, numa experiência visual.

Magic Mike XXL
Continuação do Magic Mike, que conta a história de um stripper, seu aprendiz e sua namorada. No novo filme, o mesmo stripper, que tinha abandonado os palcos, acaba se juntando novamente com alguns de seus ex-colegas para fazerem um último show.
Acho que as meninas vão gostar mais deste tipo de filme que os meninos. E confesso que gostei mais do primeiro filme. Mas as performances deste...ulalá...

Real beleza
Filme nacional. Conta a história de um fotógrafo que procura por uma moça bonita, para uma campanha, no interior do RS (Garibaldi e Três Coroas).
Mas o filme mostra muita beleza além da tal moça bonita. Uma história muito interessante.

Las insoladas
Filme argentino que se passa num terraço, com amigas tomando banho de sol e conversando. Vários assuntos são abordados. Achei um filme light.

Quarteto fantástico
Este novo filme do Quarteto Fantástico mostra a origem de cada um deles com seus "poderes" ou características. Também precisam lutar juntos contra um vilão.
Vi muitas críticas negativas do filme. E confesso que me deu sono. Mas foi legal ver a versão para o começo de tudo.

Sobre amigos, amor e vinho
Filme francês. Um cara de 50 anos, que faz exercício, se alimenta bem, é magro, quase morre e muda de comportamento. Tudo isso convivendo com sua turma de velhos amigos e companheira.
Esperava mais, mas, vá lá...dá uma liçãozinha para aprendermos.

Sexo, amor e terapia
Filme francês. A mulher é linda e o cara eu conheci no filme Os olhos amarelos dos crocodilos e gostei dele.
Então, a dupla já me cativou. E a história mostra uma mulher viciada em sexo e um homem que está numa abstinência forçada de sexo.
Filme engraçado e não é de sexo, como pode-se pensar ... Bem tranquilo.

Missão impossível 5: Nação Secreta
Tom Cruise, no quinto filme da série, continua sendo O cara. Dizem que ele não usa dublê, o que deixa as cenas mais excitantes ainda.
Comentário de um amigo que também viu o filme e notou, como eu: "trilha fantástica".
Resumindo, apesar de ser o quinto filme da série, vale a pena ver, se gostarem do estilo.

Exorcistas do Vaticano
Filme de terror, mas não é assustador. Por outro lado, mostra o lado profético do Anticristo.

Na próxima, acerto no coração
Filme francês. Baseado em fatos reais, conta a história de um cara estranho que mata mulheres...porque sim! Agonia de ver o que faz e seu comportamento diário. Além de ser protegido pela profissão.
Assim como gostei do cara do filme Sexo, amor e terapia, conheci o protagonista desse filme no O homem que elas amavam demais e não gostei dele de novo.
Só por causa dos papeis que fez em ambos.

A dama dourada
Baseado em fatos reais. Mais uma vez somos lembrados sobre a fase da invasão nazista, desta vez em Viena. Uma obra de Gustav Klimt foi tirada de uma família e agora a sobrinha (que fugiu para os Estados Unidos) da modelo da pintura reivindica a posse da obra. Mas tal obra é de extrema relevância em Viena.

Expresso do amanhã
Filme futurista. O mundo está congelado e o que existe de humanidade está dentro de um trem. E dentro dele, há divisões. Os que estão no final, pretendem rebelar-se por melhores condições.

Quem quiser saber mais a respeito de algum(ns) dos filmes, entre em contato.

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html
Julho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/08/filmes-de-julho.html

Um recadinho extra: a Exposição Human Bodies, que comentei aqui e que ia terminar dia 30/08, segue em Porto Alegre, mesmo local, até dia 30/09.

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Exposição Human Bodies - sim, somos mortais

Assustador e fantástico - essas seriam minhas palavras para resumir minha impressão da Exposição "Human Bodies" - Maravilhas do Corpo Humano, que acontece no Shopping Center Iguatemi de Porto Alegre até o dia 30/08/15.

A exposição consiste em mostrar corpos inteiros plastinados (espero que exista este termo, pois os corpos passam por plastinação), com várias partes à mostra, como órgãos internos e externos, músculos, veias, nervos, pelos.
Também há várias partes separadas do corpo humano, como cérebro, pé, mão, coluna, rim...muitas partes.
E mais para o final temos fetos e animais (no mesmo processo que os corpos humanos).

Coisas que vieram na minha cabeça durante o "passeio":
- Não imaginava que os pulmões ficassem tão para cima, na gente.
- Saber que os pulmões pretos nem sempre eram por causa de um tumor, mas também por causa da poluição do Japão (já que todos os corpos expostos eram de japoneses), assusta.
- O corpo é nada, viramos nada, somos frágeis, o corpo é pó, temporário.
- Ao mesmo tempo, somos tão perfeitamente criados, com órgãos perfeitamente encaixados e protegidos. É lindo de ver!
- Em vários momentos eu pensava se estava com um mal estar ou não, se era fome, se todas aquelas visões nuas e cruas da realidade estavam sendo demais pra mim. Saí de lá, não comi nada e fiquei bem.
- Estive com dor nas costas por muitos dias, mas depois passou. Ainda não sabemos direito o que houve (sei que foi depois de uma massagem), mas suspeitamos de algum nervo comprimido. Na exposição eu olhava aqueles nervos e a coluna, tentando imaginar o que tinha acontecido no meu próprio corpo.
- Ver os ossos de nossas costelas serem tão parecidos com ossos de animais que comemos é, no mínimo, estranho.
- As ramificações que temos nos pulmões, coração e rins são lindíssimas!
 
É proibido fotografar e usar o celular quando entramos na exposição.
O trabalho é muito bem feito e há alguns monitores que respondem nossas dúvidas, mas não é um passeio guiado. Parece que só para escolas eles fazem isso.
Há informações em faixas nas "paredes" e nas "mesas" com as partes. (Há alguns errinhos de digitação.)
Apesar da parte assustadora, há toda uma parte fantástica que faz a ida até a exposição valer muito a pena.
Somos bem mais que o corpo físico, nossa parte finita. Mesmo assim é bom cuidarmos bem dele. É nosso "meio de transporte" nesta vida. Participa de todos os momentos. Até nossa partida, quando ficamos tão leves que não precisamos mais dele.
Mas daí já é ooooutra história...porque agora temos que nos ocupar em viver, da melhor maneira que conseguirmos. Viva a vida!

Mais informações sobre a exposição e a técnica usada nos corpos: aqui.

sábado, 1 de agosto de 2015

Filmes de julho

O mês de julho acabou e é chegada a hora de compartilhar a lista de filmes vistos por mim.
Só para deixá-los com "água na boca" (ou não) para ver algum deles, comento brevemente sobre a história de cada um, sem aprofundar para não contar nada que possa estragar alguma surpresa, está bem?
Mas se quiserem saber algo mais a respeito deles, é só entrarem em contato.
 
Um pouco de caos
Achei que o título não condiz muito com o filme, mas tudo bem.
É um filme de época (adoro!). O rei Luís XIV manda construir uma parte dos jardins do Palácio de Versalhes. Uma paisagista (Kate Winslet) é contratada: trabalhadora e com um passado que a faz sofrer.
Aos poucos vamos vendo algumas coisas que acontecem na nobreza (e, vamos combinar, em qualquer lugar e qualquer época), como traições, viver de aparências, ciúmes, sabotagem...

Meu verão na Provença
O início é uma sequência com um menininho muito, muito lindo, dormindo! Ele é o irmão menor, de três. Todos eles, junto com a avó, estão indo de Paris para um lugar mais rural, longe de tudo, inclusive de cobertura para uso de celulares.
Por causa do divórcio e de um compromisso profissional da mãe das crianças, os três jovens passarão as férias nesse lugar mais retirado, onde mora o avô (com a avó) que eles nunca conheceram.
A relação do avô com seus netos não começa nada bem e vamos acompanhando o dia a dia deles durante os dois meses de férias.
O filme fala sobre família, relacionamentos, juventude, surdez, respeito à natureza...tem uma trilha sonora ótima, paisagens belíssimas, é francês e eu sorri e chorei. 

Os olhos amarelos dos crocodilos
Duas irmãs bem diferentes, tanto na aparência quanto no comportamento. Ambas vão se desnudando no decorrer do filme. Vamos vendo que nem tudo é bem como parece ser.
Vemos casamentos com problemas, filha jovem e rebelde, descobertas por caminhos tortos, crocodilos, transformações pessoais. É francês. Bati palminhas numa parte do filme.

O Gorila
Filme brasileiro que eu classifico como maluco. Um ex-dublador, solitário e com um passado que o atormenta, aproveita-se de sua voz para passar trotes para mulheres, na maioria das vezes, provocando-as eroticamente.
Certo dia ele é quem recebe um telefonema e não é erótico. E a vida dele fica mais estranha com ele tentando descobrir o que está havendo.

O exterminador do futuro: Gênesis
O exterminador do futuro é um filme de 1984, que rendeu algumas sequências e agora um novo filme foi lançado. Continuação da história e o Arnold Schwarzenegger, que era o Exterminador, está mais amigo da sua ex-vítima.
Cheio de efeitos especiais muito bons. Surpresinhas pelo caminho. Nova Sarah Connor, mas o mesmo Exterminador.

Samba
Filme francês. Vocês viram o ótimo filme Os intocáveis? Lembram do "enfermeiro"? Agora ele é um imigrante vindo do Senegal para a França. Manda dinheiro para a família e vive com dificuldade.
Mas a vida pode ficar mais difícil quando o mandam embora do país e ele quer permanecer. Uma mulher, que trabalha ajudando imigrantes enquanto se recupera de um grande stress em seu trabalho, acaba envolvida com o caso dele e ambos se ajudam.
Além do próprio título, que nos soa tão próximo, é interessante ouvir Jorge Ben Jor e Gilberto Gil na trilha sonora. E um dos atores fala um pouco de português.

Neruda - Fugitivo
Desculpem minha ignorância, mas não sabia que Pablo Neruda tinha sido senador pelo Partido Comunista, no Chile. E este filme mostra exatamente o período em que o presidente chileno da época começa a perseguir membros de tal partido, inclusive o Neruda.
O filme mostra sua tentativa de fuga enquanto o poeta fala numa cerimônia do prêmio Nobel de literatura. O filme é bom para quem se interessar mais pela vida dele. Vale como informativo.

Meu passado me condena 2
Continuação de Meu passado me condena. O comediante Fábio Porchat está fazendo 3 anos de casado e o casamento está em crise. Mas sua "avó" morre em Portugal e ele tenta forçar mais um fôlego para que seu casamento sobreviva.
Pra quem gosta de Portugal, há vários lugares para encher os olhos. O filme é praticamente passado lá.
Achei esta curiosidade na internet: "o filme contou com cenas internas e externas no Rio de janeiro e, em sua maior parte, em Portugal, em locações como a Quinta de Sant’Ana, no Gradil, e em Sortelha, um vilarejo perto da Serra da Estrela com apenas 25,72 Km² de área e 200 habitantes."
Coisas de Portugal!

Cidades de papel
Este filme é baseado no livro de mesmo nome, escrito por John Green, autor da obra A culpa é das estrelas.
Ao contrário deste último, Cidades de papel não é de se lavar chorando. Instiga-nos por causa do mistério, presente em grande parte do filme.
O ator principal é o mesmo que fez papel de cego no filme A culpa é das estrelas. E a vizinha dele e paixão platônica é uma modelo chamada Cara Delevingne.
Amigos durante a infância, separam-se na adolescência até que ela aparece na janela da casa dele e lhe pede um favor.
A partir daí, desenrola-se a história. O filme e o livro são para o público jovem. Tem uma mensagem legal.

Sentimentos que curam
Um pai que ama suas filhas e sua mulher, mas que é bipolar. O filme trata deste universo e é baseado na história pessoal da diretora do filme com seu pai. (E fiquei sabendo que a filha mais velha, do filme, é filha da diretora.)

Uma nova amiga
Filme francês. Duas mulheres são super amigas desde pequenas. Ambas se casam. Por causa de uma situação (que não vou contar), uma das amigas acaba descobrindo um segredo na nova família da outra.
Estou tentando achar um jeito de contar algo mais sem entregar o jogo...mas não achei. É filme moderno. História não muito normal.

O que as mulheres querem
Filme francês. Várias mulheres de estados civis diferentes, de jeitos diferentes, nem todas se conhecem. Cada uma enfrentando alguma situação.
Fala sobre amor, fidelidade, traição, lesbianismo, problemas psicológicos, fugas, rotina. O final é alto astral e surpreendente.

A forca
Filme de terror. Mais um daqueles em que tem alguém filmando tudo o tempo todo, amadoramente. Há vinte anos, durante uma peça de teatro num colégio, um dos atores morreu enforcado. Agora estão fazendo a peça novamente e, quando tentam sabotá-la, coisas começam a acontecer.
É assustadorzinho, mas já vi piores.

Um momento pode mudar tudo
O início do filme mostra um casal cheio de planos para o futuro. Algo acontece e muda tudo.
Uma guria, vivendo uma vida com medo de ir atrás dos seus sonhos, bebendo e ficando com caras descompromissadamente, acaba cruzando o caminho do casal e sua vida também muda.
Chorei.

O sétimo selo
Filme sueco, em preto e branco, de 1956. É ambientado na Idade Média. Um cavaleiro, participante das Cruzadas, e, de volta para casa, encontra a Morte, que quer levá-lo.
Ele, então, propõe que joguem xadrez (ele e a Morte). Caso ela perca, ela a deixaria em paz. Ela perde, mas continua o perseguindo.
E ele passa por questionamentos sobre Deus, vê a Inquisição sendo posta em prática, a peste negra está matando muitas pessoas, conhece uma família de artistas e o convívio com eles é a parte mais leve do filme.

Woody Allen - Um documentário
É isto mesmo: um documentário sobre a vida dele. Ele próprio é entrevistado, além de alguns outros amigos e artistas que trabalharam com ele. Não sabia, mas no início da carreira ele foi comediante. Falam rapidamente de quando a Mia Farrow (ex-namorada) descobriu foto de sua filha adotiva (com quem é casado até hoje), nua, nas coisas do Woody Allen. A parte que mais gostei foi ele, pé no chão, dizendo que não se deve acreditar muito em elogios. Ficou engraçado.

Sobrenatural - a origem
Filme de terror. A princípio este faz parte dos outros dois filmes: Sobrenatural e Sobrenatural: capítulo 2, mas não tinha visto nenhum deles e consegui acompanhar bem A origem.
Mostra uma guria que perdeu a mãe, vive com o pai e o irmão e quer fazer teatro. Sente muita falta da mãe e acha que a sente, muitas vezes, dentro da própria casa.
Procura uma senhora, que já teria ajudado uma conhecida anteriormente, mas que atualmente recusa-se a voltar a trabalhar com espíritos porque corre risco de vida.
Na verdade, a guria acaba sintonizando com um espírito que não é da sua mãe e muito menos quer o seu bem. Levei vários sustinhos durante o filme.

Homem formiga
História de mais um super-herói da Marvel. Este fica pequeno e forte. Usa um uniforme, consegue controlar seu tamanho (para normal ou pequeno) apertando um botão, tem ajuda de formigas e tem que enfrentar um inimigo.
O Homem formiga, antes de ser herói, estava preso, tem uma filha e é separado.

O exótico Hotel Marigold 2
Sequência do Exótico Hotel Marigold, de 2011. No primeiro filme, alguns atores britânicos, na melhor idade, acabam sendo surpreendidos (negativamente, pela estrutura precária) com o hotel em que ficam ao visitarem a Índia. Acontece que o tempo passa e vêem que preferem continuar vivendo lá mesmo.
No segundo filme temos o Richard Gere para reforçar o elenco e a história gira em torno do proprietário do hotel - Sonny (Dev Patel) - tentando conseguir um financiamento para comprar um novo hotel na Índia.
Além disto, ele está às vesperas de seu casamento e fica atrapalhado entre estas duas coisas.
Em paralelo, a vida dos hóspedes permanentes segue com seus problemas, romances, surpresas...

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html
Junho: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/07/filmes-de-junho.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê! 

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Ah, que é isso? Ela está descontrolada

Episódio 1:
Há alguns anos, estava fazendo um procedimento alternativo, para melhorar minha qualidade de vida (sim, sou dessas que fujo, quando posso, da medicina tradicional), e enquanto isso acontecia, escutava repetidamente um salmo.
Tinha ouvido uma verdade a respeito da minha vida (não lembro qual) antes de começar o procedimento.
Assim que comecei a escutar o salmo, lágrimas, lágrimas...e mais lágrimas rolavam soltas pelos meus olhos (que estavam fechados, enquanto usava uns óculos conectados com um computador e sincronizados com a leitura do salmo).
Era um choro incontrolável. E assim permaneci por um bom tempo.
Já tinha feito aquilo (o procedimento) outras vezes (nunca com o mesmo salmo), às vezes com música, às vezes com alguma meditação e até mesmo com outros salmos. As lágrimas nunca tinham aparecido.
E certamente outras verdades já haviam sido ditas durante outros atendimentos.

Episódio 2:
Estou com a mania de escutar música, no youtube, enquanto tomo banho.
Como li sobre o livro que está sendo lançado com textos do Renato Russo escritos enquanto estava internado numa clínica de reabilitação, fiquei com vontade de escutar o disco que tem algumas das músicas que mais gosto do Legião Urbana: Dois.
Lembra época de segundo grau. Mas também escutei muitas vezes mais tarde.
Iniciei na primeira faixa (uma das que mais gosto) e entrei pro banho.
Segunda faixa cansou minha beleza. Tocou demais na vida já.
Terceira faixa e, cantando, a voz começa a embargar. As lágrimas rolando, sem controle.

Esta situação me remeteu à do salmo.

Enquanto escrevia este texto, lembrei do episódio de lágrimas espontâneas brotando quando cheguei na parte superior externa do Convento de Cristo, em Tomar (Portugal).
(E visitei tanto lugar bonito aquela vez! Mas só lá que aconteceu.)

Na verdade, acho que todos nós podemos listar vários episódios de lágrimas alegres e tristes vindas "do nada", né?
Gostaria de entender o que se passa com meu cérebro, com meus sentimentos, com minha alma. O que desencadeia as lágrimas.
Mas não tenho tanto conhecimento sobre mim mesma a este ponto.
O descontrole assusta, mas também alivia, pois como não dá para controlar, nos entregamos.
Permitimos que o corpo faça o que está com vontade de fazer.
Mas ele que não se engane: tentaremos retomar as rédeas assim que possível.

A foto é do Convento de Cristo.

O título do texto veio do funk Elas estão descontroladas. (Gente, não sei dançar funk - mas lembrei do refrão.)

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

sábado, 18 de julho de 2015

Todos somos Aninha

Um pai, de férias, quer levar sua filha ao colégio.
A menina, de 8 anos, vai, abraçado ao pai, na moto dele.
No meio do caminho, um carro, desrespeitando regras de trânsito, bate na moto.
O pai morreu na hora. A filha, em estado grave, vai para o Hospital de Pronto Socorro.

A menina chama-se Ana Carolina Steimbach Neves, estudante do colégio Santa Marta, de Porto Alegre.
A mãe, recebendo muitas manifestações de apoio, começa a fazer um diário da situação de sua filha. Cada movimentozinho, cada necessidade fisiológica que conseguia fazer sozinha, cada reação a sua presença. E junto, muita fé, que as próprias pessoas ao redor ajudam a alimentar.

O carro que causou o acidente ainda é um mistério: não sabem se era carro roubado ou se o próprio dono cometeu a infração. Quem dirigia abandonou o local após o acidente.

A menina, ainda viva, está vegetativa, com hidrocefalia. Saiu do HPS e foi para o Hospital Santo Antônio.
A mãe sofre ao lembrar das coisas do passado que talvez não possa mais fazer com sua filha, como receber um abraço, levá-la para passear, buscá-la na escola, ouvir sua voz chamando por mãe...
É uma história muito triste. Não sabemos dos planos de Deus e só nos resta confiar que tudo aconteceu como tinha de acontecer, por alguma razão que não nos cabe julgar.
Mas, como Ele sempre permite, podemos intervir, agir para que o destino fique melhor de ser vivido, seja como for que tudo vá se desenrolando.
Ao meu ver, a energia positiva ou do bem, com a intenção de que o melhor aconteça a todos os envolvidos, seja em forma de oração, recebendo bons fluidos espíritas ou emanando Reiki (estas são as formas que eu conheço. Quem tiver outra, por favor, imagine que também está sendo citada por mim, sendo que estas 3 formas são meus exemplos de como podemos tocar as pessoas que estão precisando tanto de apoio espiritual.).
Mesmo à distância, mesmo sem conhecermos pessoalmente, a energia chega e altera. Altera para melhor. É poderosa e desconhece barreiras físicas. É amor pelo ar.
Podemos pedir para que tudo se resolva da forma mais amorosa, mais indolor, mais rápida e definitiva possível, seguindo o plano Divino de todos os envolvidos.

A mãe da Ana criou uma página no Facebook: https://www.facebook.com/todossomosaninha

Amanhã, 19/07/15, no Parque Farroupilha (também conhecido por Redenção), aqui em Porto Alegre, no Monumento do Expedicionário, às 10h e às 14h, uma roda de orações será feita.
Quem quiser participar, fisicamente ou mentalizando no mesmo horário, será bem vindo.
Muito obrigada!

No Facebook:
"Corrente de Oração para Aninha (Ana Carolina Steimbach Neves) e Ação Solidária para os desabrigados da enchente da Grande Porto Alegre.
Doações voluntária: agasalhos e cobertores.
Estará presente a Central de Doações do RS, para a coleta dos donativos."
"Continuem em oração, com muita fé e esperança, saibam, que é isto que dia após dia me fortalece." Indionara Steimbach.


Notícias sobre o acidente:
http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/07/menina-ferida-em-colisao-com-carro-roubado-segue-em-estado-grave-4794339.html

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/07/carro-que-atingiu-moto-com-pai-e-filha-nao-foi-furtado-4796150.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Não sou linda, sou quase velha

Esta frase apareceu num filme que vi recentemente.
Foi a resposta que uma mulher madura deu ao ser elogiada.
Ela é linda. E, como eu, não sabe receber muito bem um elogio.
Ou não consegue perceber-se linda na sua idade.
Talvez pense que por ser para lá de balzaquiana não haja mais espaço para lindeza.
Há sim. Temos vários exemplos de celebridades na internet.
Mas não precisamos ir longe: quem tem o privilégio de ter pessoas próximas, mais velhas, ou mesmo quem tenha olhos para observar desconhecidas nas ruas, pode comprovar.
Há beleza na maturidade sim!
E o conceito de beleza é tão vasto. Beleza é um conjunto. É uma soma. Não é?

Quanta moça bonita perde a beleza com um mau comportamento?
Quantas pessoas tornam-se lindas com um gesto nobre?

Beleza vai além de traços perfeitos, pele sem rugas e sem manchas.
Estar vivo e carregar conosco as marcas do tempo é uma dádiva. É nossa história em braile.
Nosso corpo, nossa pele, nosso cabelo, nosso organismo mudam. É inevitável.
Mas nosso conhecimento, nossa sabedoria, nossa desenvoltura, nossas experiências também evoluem e podem nos tornar pessoas melhores e, por que não, mais bonitas?
Há casos em que o passar do tempo realmente não faz bem. Tudo isso que escrevi só piora e a pessoa fica amarga, triste, rancorosa, descrente de tudo.
E aí, meus amigos, não há boa aparência que sustente.
Algumas pessoas mais novas falam de pessoas mais velhas com uma distância ingênua de quem não sabe que também vai chegar lá, e quando acontecer será tão natural quanto ter seus atuais vinte e poucos anos.

Acho que no fundo a personagem do filme sabe que é linda sim! Só está fazendo charme para não parecer convencida.
E se realmente não sabe que é, alguém especial saberá mostrar isso a ela de um jeito que ela irá acreditar.

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Filmes de junho

Não é fácil podar minhas palavras ao falar de alguns dos filmes que vi, mas pensando em quem lê e que pode não ter visto tais filmes ainda, "seguro minha onda" e dou uma breve descrição para que vocês mesmos decidam se querem ver ou não.
Lembrando que se quiserem saber maiores detalhes ou mesmo comentar sobre algum deles, é só entrar em contato.

Terremoto: A Falha de San Andreas
Dwayne Johnson trabalha com resgates e, com um fortíssimo terremoto, se vê tendo que salvar sua própria família.
Filme cheio de efeitos especiais e cheio de ação. Acho que os efeitos são o ponto positivo da trama.

O homem que elas amavam demais
Filme francês, com a Catherine Deneuve. Não sabia que o filme era baseado em fatos reais. Como me surpreendi com isto e não sabia nada da história do filme, não posso contar muita coisa pra vocês, senão acabo com a curiosidade de qualquer um.
É o caso Le Roux: Renée Le Roux é dona de um cassino, tem uma filha que tem umas rusgas com ela. Esta filha acaba de se separar e de voltar da África.
O advogado da Renée mostra-se ambicioso e acaba se envolvendo com a filha dela. E mais não vou falar, a menos que me peçam.

Poltergeist - O fenômeno
Filme de terror. A primeira versão dele é de 1982. A versão atual está atualizada: tem até drone.
Uma família muda-se para uma nova casa e coisas estranhas começam a acontecer. Quem enxerga mais coisas, não demonstra medo e é mais "invadida" pelos fenômenos é a filha menor.
Após o sumiço dela, a família, com a ajuda de um "quase exorcista", tenta recuperá-la.

De cabeça erguida
Filme francês, com a Catherine Deneuve. Conta a trajetória, dos 6 aos 17 anos, de um menino chamado Malony. Garoto-problema com uma mãe-inconsequente.
Confesso que fiquei nervosa com tanta delinquência e chances de mudança desperdiçadas. Mas, em épocas de maioridade penal (ou não), é um assunto bem atual.
E deve retratar a realidade de muitos jovens como ele.

Lugares escuros
Com a Charlize Theron. Ela passou por um trauma na infância e vive à sombra disto. Precisando de dinheiro, ela topa em dar uma entrevista sobre o trauma, mas isso desencadeia uma remexida no seu passado.
Em alguns momentos o filme fica meio parado, mas o filme é legal. Suspensezinho.

Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros
Um parque de diversões cujos "brinquedos" são dinossauros geneticamente modificados. Tudo está sob controle até que um dinossauro fêmea mostra-se inteligente demais para um animal e acaba transformando a calmaria em pânico.
Os sobrinhos, de uma das funcionárias do parque, vão passar o fim de semana passeando no parque e acabam super envolvidos nessa grande aventura.
O parque é muito legal! Muitos efeitos especiais.

Jessabelle - o passado nunca morre
Terror. Uma mulher precisa voltar para sua cidade natal e para a casa do pai após sofrer um acidente e ficar sem andar.
Vivendo no quarto da mãe falecida, verdades do passado começam a vir à tona, além de visões terríveis.
Arrepiei-me num momento do filme.

Divertida mente
Animação que é mais para o público adulto do que para o infantil. Passa-se, grande parte, dentro do cérebro de uma menina de 11 anos que sofre mudanças na vida dela e podemos acompanhar a Alegria, a Tristeza, a Raiva, o Medo e o Nojinho comandando as reações a cada coisa que acontece com ela.
Achei muito bem bolado! Adultos que não vêem filmes "infantis", dêem uma chance para este, por favor.

Enquanto somos jovens
Um casal na casa dos 40 anos conhece um casal na casa dos 20. O casal mais velho acaba se deixando contagiar pelos hábitos dos mais novos, mesmo sem ter todas as condições para isto.
O tempo vai passando, coisas vão acontecendo. Na verdade, a idade nem é um problema entre eles. Mas quem vir o filme verá que existe um.

Minions
O que se pode esperar de serzinhos amarelos engraçados e fofos demais? Só alegria!!! Esta animação mostra a origem deles, o período pré-Meu Malvado Favorito.
Pois então, desde o início, os Minions procuram pessoas cruéis para servirem. Com muitas atrapalhadas, eles acabam não sendo os melhores servos aos malvados que encontram pelo caminho.
É filme (animação) pra descontrair.

Minha querida dama
Será que um caso de amor pode/deve ser vivido sem pensar em mais nada, sem levar ninguém mais em consideração?
Um homem inglês ganha uma casa, de herança paterna, em Paris. Ao chegar lá depara-se com uma senhora de "90" anos que já mora na casa e por lá quer permanecer.
O filme nos mostra curiosidades francesas, passados e verdades que vêm à tona, repetição de comportamentos, velhice e mais não posso falar...  

Outros filmes vistos em:
Janeiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/02/filmes-de-janeiro.html
Fevereiro: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/03/filmes-de-fevereiro.html
Março: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/04/filmes-de-marco.html
Abril: http://escritosgreice.blogspot.com.es/2015/05/filmes-de-abril.html
Maio: http://escritosgreice.blogspot.com.br/2015/06/filmes-de-maio.html

Obrigada por terem vindo até aqui. Namastê!